Arquivo | abril, 2012

O Grupo Pet: Comunidades populares e quilombolas Realiza Oficina de Cordel na Comunidade do Castainho Garanhuns-PE

17 abr

As petianas Graça Vieira e Lucineide Aparecida desenvolveram oficina de Cordel na comunidade do Castainho, durante o mês de Janeiro de 2012, com objetivo de despertar o interesse das crianças e fortalece no letramento das mesmas. Contamos com apoio da Escola Vigília Garcia Dessa e com a participação de vinte crianças. O material utilizado foi folhetos de cordel, expostos sobre vários temas, xérox do cordel “meio ambiente”, CD das irmãs de Vieira ‘‘Cantando e Proseando’’ sobre o meio ambiente, especificamente trabalhado sobre o lixo. O CD foi desenvolvido pelo Programa de Rádio Agreste Rural. A partir deste recurso didático foi desenvolvida a oficina. Inicialmente, foi exposto o que é a literatura de cordel? Como o cordel é feito? Os elementos que compõem o cordel? E onde podemos encontrar os folhetos de cordel. Após este momento expusemos vários folhetos de cordéis para que as crianças observassem a estética de cada e logo em seguida foi entregue a Xerox do cordel ‘meio ambiente’ que se tratava de lixo, assim as crianças fizeram uma leitura silenciosa, depois houve a declamação e após toda esta dinâmica foi colocado o CD para que as crianças ouvissem o cordel trabalhado, logo em seguida, elas declamaram o cordel com mais originalidade. Posteriormente, elas mesmas fizeram seus próprios cordéis sobre o tema em pauta. Com objetivo de promover o conhecimento sobre a cultura popular, através da literatura de cordel, para despertar o interesse pela leitura e escrita, de modo, a promover a construção literária de temas transversais a serem divulgados no rádio. Conforme o vivenciado na Escola da Comunidade do Castainho, as oficinas pedagógicas promoveram uma maior desenvoltura para as crianças, pois elas leram, escreveu, fizeram cordéis e declamaram com muito entusiasmo. Assim, as crianças se portaram da melhor forma possível, com apreensão, ao conhecimento que estava se ampliando. Depois das práticas vivenciadas na oficina, houve um momento cultural na escola para que a comunidade prestigiasse os mais novos artistas da cultura popular, ou seja, as crianças fizeram uma apresentação cultural para sua comunidade mostrando tudo que tinham aprendido no decorrer desta oficina. Desta forma, o aprender fazendo, se concretizou no ato desde fazer o cordel como apresentá-lo culturalmente a comunidade. No que tange ao processo histórico da literatura de cordel, como as especificidades que lhes são próprias permitem aos estudantes se apropriarem da aquisição da escrita e da leitura com fluência. Os espaços em que o cordel pode ser usado são amplos, pois a sala de aula e o rádio como ferramenta para educação não são limitantes para os diversos momentos em que o cordel pode ser ouvido, declamado, apresentado em feiras, eventos culturais, roda de viola, cantoria e proporcionando assim uma melhor desenvoltura social. E desta forma a produção artística do cordel, possibilita o aparecimento de novos artistas da cultura popular.

Anúncios

PET: Arte cultura e educação, participa do 3º CNEU em Feira de Santana – BA

10 abr

O 3º Congresso Nordestino de Extensão Universitária ocorreu nos dias 1,2 e 3 de Abril de 2012, na cidade de Feira de Santana- Bahia, contou com a participação de varias universidades, entre elas a UFRPE – Universidade Federal Rural de Pernambuco e a UAG- Unidade Acadêmica de Garanhuns.
A programação do congresso contemplou todas as áreas de conhecimento técnico – cientifico de extensão universitária, com mesas redondas: cultura: dialogo entre saberes, educação e meio ambiente, cultura, conhecimentos e cotidiano: uma interface possível e economia solidariam e incubação via empreendimentos solidários entre outras exposições tanto de pôsteres quanto orais, nesta dinâmica tivemos mostra artísticas das universidades, lançamentos de livros, show: Quixabeira da Matinha e uma conferencia de encerramento- Cultura e extensão: desafios e perspectivas.
Nestas perspectivas o grupo Pet da UAG, teve destaque com a atuação da petiana Graça Vieira e Ivonaldo Carlos e a conexista Maria Gorete Teixeira, as quais tiveram participação em exposição de Pôster bem como entrevista para TV olhos d água que brilhantemente deram entrevista sobre o significado da páscoa.
( Graça Vieira ).

Este slideshow necessita de JavaScript.